26 de maio de 2014

Como manter a sua segurança durante um apagão prolongado - Parte I

A sua segurança - Vela
© Håkon K. Olafsen / CC BY-NC-SA 2.0
Tempestades, inundações, avarias, são alguns dos acontecimentos que poderão levar qualquer um de nós a viver a experiência de um apagão. Embora seja perfeitamente suportável aguentar algumas horas sem luz, à medida que esse período de tempo aumenta, e as horas passam a dias ou semanas, as coisas podem ficar muito complicadas.

Apagões com vários dias ou semanas de duração, não são felizmente muito frequentes. No entanto, pelo menos em teoria, algumas situações podem levar a que isso aconteça na realidade. Um ataque de hackers ou terroristas às redes de distribuição de eletricidade, ou então uma erupção solar (ver aqui o meu artigo sobre esse tema), têm esse potencial.

No meu artigo sobre erupções solares, relatei a experiência vivida em 1989 pelos habitantes do Quebec, no Canadá, durante um apagão de poucas horas. Ficou bem evidente desse pequeno exemplo, qual seria a cadeia de acontecimentos que teriam lugar na vida de todos nós durante um apagão prolongado, acontecimentos esses que rapidamente colocariam em causa a sua segurança, bem como a dos seus familiares e amigos. Aliás, o mundo tal como você o conhece, rapidamente se transformaria em algo verdadeiramente assustador.

Vamos então tentar identificar e dividir por temas, tudo aquilo que nos pode afetar durante um apagão,e o que podemos fazer para estarmos prevenidos e nos conseguirmos manter em segurança.


Luz


É sem dúvida aquilo de que nos apercebemos primeiro. Da luz, ou melhor, da falta dela! Para não correr o risco de ficar mesmo às escuras num apagão, veja as seguintes medidas:


Conselho prévioEvite os elevadores! Qualquer tipo de preparação que você tenha para sobreviver a um apagão vai por água abaixo se nem conseguir sair do elevador. Comece a ganhar o hábito de utilizar as escadas.



  • Tenha várias lanternas em casa e três conjuntos de pilhas (pelo menos) de reserva para cada uma delas. Existem também lanternas dínamo, cujas baterias podem ser recarregadas através de uma manivela. De acordo com a minha pesquisa, a melhor lanterna dínamo que pode adquirir é a Garrity.
  • Guarde todas as lanternas em locais de fácil acesso.
  • Tenha também pelo menos uma lanterna e pilhas para a mesma no seu carro e no seu emprego. Ande com uma lanterna de bolso.
  • Armazene velas e fósforos. Nunca se estragam. Cuidado com o seu uso em casas onde existem crianças pequenas ou animais pois existe o risco de incêndio.
  • Os lampiões a querosene / candeeiros a petróleo, também podem ser uma boa alternativa. O seu uso requer cuidados especiais.
  • Considere a hipótese de adquirir um inversor, um aparelho que transforma 12V contínuos, em 220V alternados. Isso significa que, por exemplo, com a bateria do carro, você poderia ligar a sua televisão. 
  • Para situações mais graves, porque não comprar um pequeno gerador?

Água 


Sem eletricidade, as bombas elétricas utilizadas para extrair a água dos rios ficam sem funcionar e os reservatórios de distribuição ficam rapidamente vazios. O abastecimento de água potável pode durar muito pouco tempo se o apagão for muito prolongado. Em prédios muito altos, a agua não chega sequer aos andares superiores quando as bombas elétricas do prédio deixam de funcionar.



  • Reserve um local em casa, para armazenamento de garrafas e garrafões de água potável.
  • Faça as contas a 4 litros de água por pessoa, para cada dia de apagão (consumo/higiene básica).
  • Tenha no mínimo, a quantidade suficiente para três dias. 
  • Para situações mais prolongadas, tenha um ou mais barris de água, de grande capacidade, pois a necessidade de número de litros de água/pessoa, irá aumentar à medida que o apagão se prolonga no tempo.
  • Encha a sua banheira de água no início do apagão e aproveite para encher mais umas garrafas, enquanto ainda tem água da torneira com qualidade.
  • Considere a possibilidade de armazenar igualmente bebidas isotónicas ou energéticas.
  • Atenção ao prazo de validade das águas, pois é necessário ir substituindo, por forma a ter sempre água pronta para consumo.
  • Não se esqueça de armazenar também alguma água para os seus animais de estimação. Armazene e utilize água da chuva para regar as suas plantas. 

Comida e cozinhados


Em cenários de apagão, muitas lojas fecham ou não conseguem funcionar com normalidade. Mesmo os supermercados/hipermercados/shoppings/centros comerciais equipados com geradores de emergência, ficam com os sistemas de pagamento automático indisponíveis. Em cenários mais prolongados, todo o circuito de abastecimento das lojas seria afetado e rapidamente não haveria nada que comprar. O caos pode instalar-se rapidamente, e a disputa por algo tão simples como uma garrafa de água pode originar cenas de grande violência.



  • Armazene comida para vários dias (quantos mais melhor).
  • Dê especial preferência a alimentos que possam ser consumidos sem serem cozinhados ou então que não consumam muita energia na sua preparação. Exemplos: Enlatados/conservas (carne, peixe, fruta, feijão, grão, legumes, etc), sopas instantâneas, leite em pó, bolachas e biscoitos, garrafas de sumo, puré de batata instantâneo, café, chá, açúcar.
  • Consuma em primeiro lugar os alimentos que tinha na sua geladeira/frigorífico, antes que se estraguem. Considere ter uma pequena caixa térmica para conservá-los durante algum tempo.
  • Não se esqueça de ter alimentos de reserva para os seus animais de estimação.
  • Se o abastecimento de gás for afetado, tenha um meio alternativo para cozinhar, como por exemplo um fogão para acampamento/ campismo e o respetivo combustível.

Dinheiro


Sem eletricidade para fazer funcionar as caixas eletrônicas/multibanco, o seu dinheiro acaba rapidamente. Mesmo que algumas lojas estejam abertas, como vai poder pagar?



  • Ande sempre com algum dinheiro na carteira.
  • Tenha pelo menos uma quantia razoável, num local seguro em sua casa, para alguns dias. 
  • Guarde notas de baixo valor e moedas. Pode não ser fácil trocar grandes quantias quando não há muito dinheiro em circulação. 

Telefones

Durante os apagões, as redes dos celulares/telemóveis podem sofrer diversas perturbações, ou mesmo deixar de funcionar. As baterias ou geradores das ERBs (estações rádio base ou cell sites) têm autonomia apenas para 2 a 4 horas.


  • Considere a possibilidade de ter um telefone fixo, que não dependa do fornecimento de energia elétrica da sua casa, mas somente do sinal contínuo que vem das centrais telefónicas (como todos nós tínhamos, antes de existirem celulares/telemóveis).
  • Lembre-se que os telefones fixos sem fios, ligados a transformadores, modems, redes de Internet, etc, não funcionam  sem fornecimento de eletricidade local. Tem de ser um telefone analógico mais antigo, ligado diretamente à rede telefónica.
  • Tenha moedas disponíveis para utilizar um telefone público se necessário. Os telefones públicos só necessitam da energia das centrais telefónicas tradicionais, que também têm geradores de emergência.
  • Compre um carregador solar ou de manivela (dínamo) para a bateria do seu celular/telemóvel.
  • Caso não consiga ligação pelo seu celular/telemóvel, experimente enviar mensagens de texto. Por vezes é mais fácil quando as redes estão congestionadas.

Rádio/Televisão/Computador

Pois é, sem eletricidade, nada disso funciona. Eis algumas das coisas que poderá fazer:

  • Traga sempre consigo pelo menos um rádio que funcione com pilhas, bem como um no seu carro, outro no seu emprego, e mais alguns em casa, bem como várias pilhas de reserva.
  • Existem rádios de manivela/dínamo de muito boa qualidade, muitos deles à venda na Amazon.
  • Se possível, os seus rádios deverão poder sintonizar FM, AM e SW. O ideal seria poderem sintonizar as frequências (analógicas) de televisão e as frequências das forças de segurança/emergência.
  • Existem igualmente TVs que funcionam com pilhas/baterias. No Brasil, onde ainda não ocorreu o apagão analógico, é mais fácil ter um desses aparelhos. Em Portugal, com emissão somente digital, os aparelhos de TV portáteis antigos deixaram de poder ser utilizados (é necessário um conversor analógico/digital) e TVs a pillhas com recepção de TDT, ainda são raras e muito caras. 
  • Comprar um inversor (veja o tópico Luz) pode ser uma alternativa para conseguir ligar o seu aparelho de TV habitual, não sendo necessário um aparelho que funcione com pilhas.
  • Compre um carregador solar/dínamo para a bateria do seu computador portátil. Pese embora, durante um apagão total, seja praticamente impossível aceder à Internet.

Mais conselhos para manter a sua segurança durante um apagão, no meu próximo artigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário